Manaus localiza-se na Região Norte do Brasil, no coração da maior floresta tropical do mundo, na confluência dos rios Negro e Solimões. É capital do maior estado brasileiro em extensão territorial, o estado do Amazonas, sendo uma cidade histórica e portuária e o décimo maior destino turístico do Brasil. A cidade está à margem esquerda do Rio Negro, possui 11.401,092 km² de área territorial, tendo sido fundada em 1669 e, até o século XIX, era conhecida como Barra do Rio Negro. Foi elevada à vila em 1832, sendo chamada de “Manaós” em homenagem a uma tribo indígena de mesmo nome, cujo significado é “Mãe dos deuses”.

O clima é tropical úmido de monções, devido à proximidade com a Linha do Equador e à Floresta Amazônica, tendo uma temperatura média anual de 27 °C, umidade elevada (79%-89%) e considerável índice pluviométrico anual (2 307,4 mm). Durante a época áurea do Ciclo da Borracha, no início do século XX, Manaus se modernizou intensamente, atraindo investimentos estrangeiros e imigrantes de algumas partes do mundo, principalmente os franceses. A herança arquitetônica e cultural resultante dessa época, rendeu-lhe então o título de “Paris dos Trópicos”.

Manaus, hoje, é a 7ª cidade mais populosa do país e a 1ª de toda a Amazônia, com 2.145.444 habitantes estimados em 2018, e constitui-se como o mais importante centro urbano, político, financeiro, comercial e sociocultural do Amazonas, do qual 84% da economia deve-se a ela, sendo detentora do 7º maior PIB do país (IBGE,2015).

O Pólo Industrial de Manaus (PIM) é um dos mais modernos da América Latina, reunindo cerca de 500 indústrias de ponta das áreas de eletroeletrônica, veículos de duas rodas, produtos ópticos, produtos de informática, indústria química, indústria farmacêutica e indústrias de bebidas, gerando mais de meio milhão de empregos diretos e indiretos. Além disso, Manaus conta com monumentos, museus, parques, praias, institutos de pesquisas e teatros, como o fascinante Teatro Amazonas, o Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA), o Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), o Parque Municipal do Mindu, a Praia da Ponta Negra, a Ponte Jornalista Phelippe Daou (“Ponte Rio Negro”) e o Museu da Amazônia (MUSA), que ocupa 100 hectares da Reserva Florestal Adolpho Ducke.

De caráter cosmopolita, Manaus atrai imigrantes e turistas das mais diversas nacionalidades, tendo sido eleita a 4ª melhor cidade para se viver no Brasil e a 127ª no mundo, conforme a Pesquisa de Qualidade de Vida, realizada em 2016 por uma das maiores empresas de consultoria do Mundo, a Mercer. Em 2014, foi uma das doze cidades-sede brasileiras da Copa do Mundo e, também, uma das cinco subsedes das Olimpíadas de 2016, realizadas no Rio de Janeiro.